• 11.05.2020
  • Notícias

Transformação Digital na Logística: das cavernas ao mundo digital

Transformação Digital na Logística: das cavernas ao mundo digital

Fonte: Terra.com.br

A pandemia da Covid-19 provocou mudanças profundas no mundo e está sendo considerado por muitos futuristas acadêmicos um acelerador de futuro por estar antecipando mudanças que já ocorreriam, como a digitalização das empresas. 

Mas as empresas estão preparadas ou pelo menos se preparando para isso?Antonio Wrobleski, Presidente do Conselho da Pathfind, acredita que boa parte das empresas está saindo de uma caverna escura. “Sem dinheiro, sem dados, sem informações, tateando a caverna a procura de luz para encontrar o lado de fora, o tal do mundo digital”, afirma.

As ideias de Wrobleski são reforçadas pelo recente relatório da Stifel sobre Transporte e Logística. De acordo com o estudo, a pandemia criou uma significativa disrupção tecnológica na logística, com impactos de curto e longo prazo, como mudanças no comportamento de consumo, mudanças na estrutura da cadeia de suprimentos e urgência de tecnologia e uso de dados. 

Além disso, provocou também um mercado mais competitivo, mais racional e uma oportunidade de alavancar grandes investimentos em eficiência operacional e tecnologia. 

Há mais de 30 anos na área, Antonio conta que tem conversado com muitas empresas e mesmo as que já tinham forte investimento em tecnologia e os grandes e-commerces do país estão com metas agressivas para conseguir fazer essa transformação digital. “A grande maioria foi pega de surpresa e agora tateia a caverna para sair. Migrar para o digital não é uma virada única de chave e fim. ‘Just like that’. Existem uma série de passos a serem tomados. Não pode ser apenas uma estratégia de sobrevivência, é um processo”, explica. 

Segundo o relatório, não será um ano fácil financeiramente para as empresas do setor, mas será fundamental contar com experiência consultiva, serviços de valor agregado logístico, capacidade tática e acesso a melhores tecnologias e ferramentas de dados.

O Estado da Arte das empresas de logística

Se as empresas estão saindo de uma caverna escura, para Wrobleski, o Estado da Arte para a Logística é a Torre de Controle. “Apenas com base em dados conseguimos medir outputs, custos, eficiência em produção e eficácia em vendas. E informação nunca foi tão imprescindível como é hoje”, afirma. 

Antonio finaliza dizendo que eficiência, controle e redução de custos não são privilégios das grandes empresas durante essa crise. “É um valor acessível para atingir todos os tamanhos de empresa. Foi-se o tempo que uma implementação de logística custava 1 milhão de dólares”, relembra. 

Para conhecer as ferramentas da Softlog Brasil que podem te ajudar a otimizar sua logística, acesse este link.